A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

10 alimentos anti celulite


Quem nunca comprou um lindo biquíni para ir à praia e, quando vestiu, sentiu vergonha das temidas celulites? Os furinhos indesejáveis certamente são o maior tormento do verão! Mas você pode amenizar o problema ingerindo os alimentos certos! Estes alimentos poderosos ajudam a eliminar toxinas, dão aquela mãozinha para a aparência da pele, inibem a absorção de gordura... Confira a lista abaixo:

1- chia e peixe: Contêm quantidades significativas de ômega-3, ácido graxo que possui ação anti-inflamatória e atua diretamente na redução da celulite.

2- cebola: Fonte de nutrientes que agem na microcirculação, como os flavonoides.

3- aveia: Contém silício, elemento estrutural do colágeno que atua na reorganização do tecido conjuntivo e ameniza o efeito casca de laranja.

4- iogurte: desnatado Rico em cálcio, substância que inibe a absorção de gorduras.

5- ovo e frango: São fontes de proteínas, fundamentais para a construção de massa muscular  e a produção de elastina, que dá firmeza à pele.

6- oleaginosas: Contêm lecitina, que reforça a parede das células, impedindo que elas percam nutrientes e água.

7- folhas verde-escuras: São ricas em antioxidantes, responsáveis por impedir que os radicais livres fragilizem os tecidos e abram caminho para os furinhos.

8- tomate: Contém licopeno, que dificulta a ação de radicais livres sobre as células, e vitamina A, que ajuda na síntese de colágeno.

9- pimenta: Tem efeito termogênico, que favorece a queima de gorduras.

10- batata-doce: Possui vitamina B5, essencial para a saúde da pele.

Fonte: Corpo a Corpo


segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Os benefícios da couve


Ingrediente indispensável para acompanhar a feijoada, a couve faz um bem danado ao organismo. Ela é anti-inflamatória, regula os hormônios, melhor o humor, diminui os níveis de colesterol e, de quebra, age como um poderoso alimento detox, capaz de mandar a gordura localizada para bem longe. Mas de onde vêm tantos benefícios? De seus fitoquímicos naturais com ação desintoxicante, que estimulam o organismo a se livrar até mesmo das substâncias cancerígenas, além de fortalecer o sistema imunológico. Saiba mais sobre esse superalimento e inclua-o no cardápio da família!

1. Corpo protegido: Sua ação desintoxicante ajuda o sistema digestivo a se livrar de substâncias tóxicas, inclusive as maiores causadoras de câncer.

2. Pele lisinha: Repleta de glicosinolatos (fitoquímicos naturais), estimula a eliminação de substâncias tóxicas do organismo, prevenindo também a acne.

3. Extermínio à enxaqueca: A alta concentração de clorofila e magnésio promove o relaxamento da musculatura tensionada, prevenindo enxaqueca e cefaleias.

4. Relaxada e feliz: Fonte de magnésio, melhora a tensão, o humor, a ansiedade, o nervosismo e até a insônia. É que esse nutriente ajuda na formação da serotonina, substância ligada ao bem-estar.

5. Fonte de juventude: Sabia que a couve tem mais vitamina C do que a laranja? Ela é um excelente antioxidante, que reduz os radicais livres, causadores do envelhecimento. Também atua na cicatrização de feridas, combate tosse e resfriado.

6. Gravidez sem risco: A couve contém nível elevado de ácido fólico, uma vitamina do complexo B que ajuda na gestação e parto saudáveis.

7. Livre da úlcera: A presença de lecitina e glutamina dá a ela o poder de proteger o organismo contra gastrite e úlcera.

9. Ossos fortes: É repleta de cálcio e magnésio, nutrientes importantes para o fortalecimento da massa óssea. Por isso, é um excelente preventivo para a osteoporose.

10. Boa forma garantida: Uma xícara (chá) de couve tem só 36 calorias e nada de gordura, uma boa pedida para manter o peso. Essa mesma quantidade contém 20% de fibras, que dão saciedade e ajudam o intestino a funcionar. E sua ação anti-inflamatória previne celulite. Uau!

Dica: o cozimento a vapor garante melhor aproveitamento dos nutrientes da couve. Quando cozida em água, quanto maior o tempo na panela, menor será a concentração de nutrientes.


Fonte: Anamaria

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Aprenda a se livrar do refrigerante diet


Substituir um refrigerante convencional por sua versão dietética parece uma boa ideia, mas pesquisas mostraram que existe uma conexão entre os refrigerantes zero caloria e o ganho de peso, segundo relatou a revista norte-americana Shape. Além disso, muita gente acaba viciando na bebida.

O sabor adocicado e efervescente é bom, mas não faz bem ao organismo. Embora não tenha calorias ou açúcar, os refrigerantes dietéticos são repletos de produtos químicos, cafeína, adoçantes artificiais, sódio e ácido fosfórico. Por isso, a publicação listou cinco maneiras simples de deixar a dependência de lado. Confira:

Efervescência: substitua o refrigerante por outras bebidas carbonatadas, como água com gás misturada a sucos de fruta naturais. Adicionar fatias de frutas frescas à água com gás também a deixa saborizada sem adicionar calorias.

Ache um substituto para a cafeína: você perde a concentração no meio da tarde e está a fim de cafeína, por isso, seu instinto te leva direto para a máquina de refrigerantes. Ao invés de se jogar nos adoçantes artificiais, prefira outras opções energizantes, como chá verde, vitaminas de frutas etc.

Mude de atitude: é normal achar que trocar o refrigerante convencional pelo dietético vai economizar calorias no cardápio diário, mas também pode trazer problemas, pois pesquisadores da Purdue University descobriram que os consumidores de bebidas diet tendem a aumentar o consumo de calorias em outros alimentos como "compensação".

Se hidrate com água: embora não cause desidratação, quem bebe refrigerante tende a substituir a água pela bebida açucarada. Carregue uma garrafinha recarregável e beba água sempre que consumir outros tipos de líquido para se hidratar.

Não desista: mesmo que seja uma pessoa apaixonada por refrigerantes, não desista de sua saúde. Tente fazer substituições aos poucos e prepare-se para os sintomas da abstinência, que melhoram com o tempo.


Fonte: Terra Saúde

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Para incluir no menu: água de coco


A água de coco, comumente indicada para casos de desidratação, não precisa estar presente apenas nos seus passeios pela orla: ela também pode se tornar uma forte aliada à sua dietaAntes servida apenas na praia, esta deliciosa bebida invadiu também bares, restaurantes e os supermercados.

Além de refrescante deliciosa, água de coco é rica em sais minerais nutrientes. Ela funciona como um isotônico natural, que além de repor o líquido perdido ao decorrer do dia, repõe também os sais perdidos durante a prática de atividades físicas. Por não conter conservantes nem outros elementos artificiais, a água de coco pode ser aproveitada por qualquer um, sem restrições. Fica apenas o alerta para hipertensos e diabéticos: se tomada em excesso, a água de coco pode aumentar os níveis de sódio (sal) e glicose no sangue.

Por ter uma composição parecida à do soro fisiológico, a água de coco combate vários tipos de doença, como por exemplo cãibras fraqueza muscular e ainda equilibra o sistema circulatório, pois regula o nível de sódio e de água no corpo. O líquido do coco combate prisão de ventredor de cabeça mal estar, ajuda a reduzir o nível de colesterol e a febre, hidrata e amacia a pele e ainda serve como calmante.

Agora você já sabe mais sobre este alimento, então respeite suas restrições, escolha um canudinho e aproveite seus benefícios.


Fonte: Corpo a Corpo

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Morango: fruta deliciosa e amiga da dieta


Além de ser uma sobremesa deliciosa, os morangos contém poucas calorias – apenas 30 calorias por 100 gramas – e ainda são ricos em fibras e vitamina C. O potássio também está presente no morango, mineral que exerce papel na atividade dos músculos, atua na transmissão nervosa, na tonicidade muscular, na função renal e na contração da musculatura cardíaca.

Além da vitamina C e do potássio, podemos destacar que na composição do morango encontramos niacina, ferro e fibras, além de possuir capacidade antioxidante, o que contribui para o tratamento da gastrite. O morango vai bem em sucos, sobremesas, puro ou até nas saladas. Que tal uma receita de sobremesa feita com morangos que, além de matar aquela vontade de doces, é amiga da dieta? Confira abaixo:

Mousse de morango light

Ingredientes:
1 xícara (chá) de morangos

2 caixas de gelatina de morango diet
4 iogurtes naturais desnatados

Modo de preparo:
Lave e pique os morangos em pequenos cubos. Prepare a gelatina seguindo as instruções do fabricante. Leve-a à geladeira até ficar firme. Despeje no liquidificador junto com o morango picado e o iogurte. Bata bem e distribua em taças individuais úmidas. Deixe na geladeira por algumas horas, até adquirir consistência.

Fonte: Bolsa de Mulher



sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Alimentos para o bom humor


Não é a toa que as mulheres, em TPM, desejam um sorvete ou uma barrinha de chocolate mais que tudo. A serotonina, hormônio do “bom humor”, é uma substância encontrada principalmente no açúcar e no amido dos carboidratos que se relaciona com seu bem-estar. A ingestão de pães, cereais, frutas e vegetais com amido como batata e milho podem nos fazer sentir mais relaxados, calmos. Já alimentos ricos em proteínas como queijo cottage, iogurte e soja têm o efeito reverso: ficamos mais alertas e energizados. Sendo assim, a combinação de certos alimentos pode intensificar uma característica em um determinado dia. Que tal investir nos alimentos que, além de saudáveis, te ajudam a melhorar o humor?

Alta carga de estresse
Para relaxar e aliviar as tensões, comece pelos carboidratos, como pães, frutas e vegetais com amido, como batata e milho. Esses alimentos aumentam a produção da serotonina, que o deixa mais calmo e relaxado. O chocolate (amargo) ajuda na redução dos hormônios responsáveis por "enlouquecer" você.

Mau humor
Cara fechada por muito tempo pode ser um sinal da falta de ômega 3 na dieta. Há também outros peixes, como atum, arenque e sardinha, que melhoram o ânimo porque aumentam os níveis de serotonina, dopamina e noradrenalina, responsáveis pela sensação de bem-estar e, claro, do bom humor.

Tristeza sem motivo
Ausência de vitamina D pode realmente deixá-lo para baixo. Um dos papéis desse nutriente é trabalhar na produção de serotonina, o neurotransmissor que o faz se sentir bem.


Fonte: Viva Saúde

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Os benefícios da tapioca


Dos índios veio o cultivo da mandioca, ainda antes da chegada de Pedro Álvares Cabral. A raiz deu origem à fécula, que é base para a tapioca, também conhecida como beiju. Essa iguaria logo conquistou o paladar dos colonizadores e ainda hoje reina absoluta na gastronomia brasileira. Entre os benefícios, podemos citar que, por ser derivada da mandioca, não contém glúten em sua composição. Além disso, é uma fonte de carboidratos e, por isso, de energia. Porém, é pobre em proteínas e fibras.

A receita é simples e rápida, ótima para os dias em que falta tempo para uma refeição elaborada. Tamanha praticidade permite que a delícia marque presença em qualquer momento do dia, até no café da manhã. Mesmo a goma industrializada não leva produtos químicos, portanto é uma ótima alternativa para substituir os pães.

Em meio a tantas vantagens, encontramos apenas alguns impasses: a tapioca, em si, não possui tantos nutrientes. Felizmente, é fácil resolver a questão: Adicione uma colher (chá) de chia à massa para cada duas (sopa) de goma. A tática garante saciedade e evita prisões de ventre.

O outro é em relação aos diabéticos: Eles devem ter mais cautela. Como é um produto com baixo teor de fibras, a absorção é mais rápida. Para minimizar os problemas neste aspecto, basta escolher bem os recheios.

Fonte: Viva Saúde