A Medicina Ortomolecular feita da maneira certa!

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

10 dicas para acelerar o seu metabolismo



Muitas pessoas têm dificuldade para chegar ao peso ideal mesmo controlando a alimentação e apostando nas dietas da moda. Isso acontece por causa do metabolismo, que pode estar mais lento. O metabolismo é, em outras palavras, o “trabalho” do organismo na renovação celular, processando os nutrientes e queimando calorias. Para que você emagreça com mais saúde e facilidade, seu metabolismo precisa funcionar direitinho. Que tal aproveitar as dicas abaixo?

Não faça dieta restritiva demais
Fazer dieta não é só comer menos, mas ingerir alimentos nutritivos e com poucas calorias, trazendo saciedade durante todo o dia. A simples restrição de alimentos faz com que seu organismo pense que você está morrendo de fome. E o seu corpo responde diminuindo a queima metabólica (de calorias). O seu metabolismo fica mais lento e a gordura passa a reivindicar toma um espaço ainda maior dentro do seu corpo.

Vá para cama mais cedo
Um estudo realizado na Finlândia pesquisou gêmeos e descobriu que o irmão que dormiu menos e estava sob mais efeito do estresse tinha mais gordura visceral.

Levante-se
Ficar muito tempo sentado prejudica o processo de emagrecimento. Pesquisadores descobriram em um estudo que a inatividade (por quatro horas ou mais) faz com que uma enzima que controla a gordura e colesterol deixe de funcionar. Para mantê-la ativada e ajudar na queima de gordura, acabe com longos períodos de inatividade. Fique em pé enquanto fala ao telefone, por exemplo.

Beba água gelada
Pesquisadores alemães descobriram que beber seis copos de água gelada por dia pode aumentar o gasto de 50 calorias no período, mesmo quando o organismo está em repouso, o que seria suficiente para perder 5 kg em um ano. Isso pode acontecer pelo fato de o organismo ter de se aquecer mais para manter a temperatura do corpo.

Tome café da manhã
Tomar café da manhã faz com que seu organismo mantenha sua energia em alta. Não é por acaso que aqueles que pulam esta refeição têm mais chances de serem obesos. E quanto mais saudável for refeição for, melhor.

Lute contra a gordura com as fibras
A ingestão de fibras pode acelerar a queima de gordura em até 30%. Estudos mostram que aqueles que comem mais fibras engordam menos ao longo do tempo. Coloque cerca de 25 g de fibras diariamente dividindo em três porções, misture-as com frutas ou verduras.

Fonte: Terra Saúde

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Os benefícios das nozes para o emagrecimento


Pequenas, porém, muito saudáveis! Assim podem ser definidas as nozes que, atualmente, fazem parte da alimentação de muitas pessoas: algumas optam por consumi-las diretamente (ou seja, comendo uma ou mais unidades por dia); outras, por incluí-las em receitas salgadas ou doces.

Mas, apesar de fazerem muito sucesso na cozinha brasileira, as nozes ainda geram algumas dúvidas, como, por exemplo: existem diferentes tipos de nozes? Como consumi-las? Elas engordam?

Pesquisas feitas por cientistas americanos, mostram que comer uma pequena porção de nozes ajuda a diminuir o mau colesterol (LDL), reduzindo assim a possibilidade de ataques cardíacos. A noz é rica em proteína, gordura monoinsaturada e sais minerais como magnésio, cálcio e zinco, além de ser rica em fibras.

Este alimento também tem outro componente fundamental para a saúde: a vitamina E, um antioxidante natural que ajuda a combater os radicais livres e segundo estudos feitos também nos Estados Unidos e na Holanda, mostra que pessoas com mais de 65 anos, que consomem vitamina E com regularidade, tem menos propensão a desenvolver o Mal de Alzheimer, que provoca a perda progressiva da memória.

Os estudos revelam ainda que a vitamina E encontrada nas nozes, é a alfa-tocoferol, considerada o tipo desta vitamina que melhor é absorvido pelo organismo. E as nozes não são uma preocupação para quem está em busca de uma melhor forma física, pois uma pequena porção tem em torno de 160 calorias.

A quantidade de noz diária recomendável é de seis a dez nozes apenas. Para driblar a questão de peso, existe uma tática: dividir as porções de nozes ao longo do dia. 


Fonte: Dicas de Mulher e Saúde Plena

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Pipoca fit: aprenda a fazer um lanche mais saudável e rico em fibras


A pipoca deixou de ser uma vilã para a dieta, recheada de calorias, e passou a ser mocinha. Para quem não sabe, ela é rica em fibras, antioxidantes e seu carboidrato é queimado lentamente pelo organismo, ou seja, é uma excelente fonte de energia pré-treino.

O segredo para deixá-la mais magrinha está no seu preparo. As pipocas de micro-ondas são ricas em gorduras. Cada 25 g tem cerca de 10% de gordura e 100 calorias, mesmo as light. A ideia então é apostar na versão de panela ou de micro-ondas caseira, com menos óleo. Para prepará-la, coloque uma xícara de milho em um saco grande de pão, amasse um pouco e leve ao micro-ondas em potência alta por aproximadamente três minutos. Quando o tempo entre cada estouro ultrapassar dois segundos, é hora de desligar.

Além dessa receita ser menos calórica (cerca de 70 calorias por porção), dá para incrementar com outros ingredientes. Ao invés de apenas sal, utilize temperos como orégano, alho torrado e açafrão.


Fonte: Viva Saúde

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Diminua o apetite comendo abacate


À primeira vista pode parecer estranho, mas, segundo estudo publicado pelo Nutrition Journal (UK), comer abacate no almoço diminui o apetite nas próximas três horas em até 40%. Isso porque a fruta é rica em gorduras saudáveis, ômega-9 e antioxidantes, como glutationa, luteína e beta-sitosterol — este último responsável pelo controle do colesterol e pela diminuição do estresse e da glicemia.

O abacate é um aliado poderoso no processo de emagrecimento. Ele é rico em ácido oleico, que se transforma numa substância chamada OEA (oleiletanolamida), que reduz o apetite ao enviar rapidamente ao cérebro a informação de saciedade. Além disso, o abacate é rico em vitamina C e E, complexo B, ômega 6 e 9, dentre outras substâncias benéficas, num total de 20. Elas auxiliam diretamente na redução do colesterol ruim da gordura corporal, na proteção do fígado contra agressores, e também tem ação anti-inflamatória.

Fique de olho nestas dicas e aprenda a consumi-lo sem esforço!­ Adicione azeite de oliva, sal marinho e sardinha e faça um delicioso patê.­ Acrescente a fruta em saladas, picada sobre um mix de folhas verdes e tomates.­ O abacate fica ótimo em smoothies, batido com banana congelada e canela em pó.­ Ao preparar sanduíches ou wraps, substitua a maionese pela fruta batida.­ Se preferir comê-la como sobremesa, faça uma mousse de chocolate com cacau em pó e mel.


Fonte: Corpo a Corpo e Vila Mulher

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Excesso de peso pode aumentar o risco de câncer de mama (outubro rosa)



Uma pesquisa recente da Universidade de Colorado, nos EUA, realizada com roedores, reforçou o que os médicos já sabiam: a obesidade na pós-menopausa aumenta o risco relativo do câncer de mama, que é o de maior incidência entre as brasileiras e também o que mais mata mulheres no país. Segundo estudo do Instituto Nacional do Câncer (INCA), estima-se que em 2013 cerca de 52.680 mulheres sejam diagnosticadas com a doença.

Por isso, a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) alerta sobre a importância de uma vida saudável na pós-menopausa, aliada a uma rotina de exames, para prevenção e tratamento do câncer de mama.

O tecido adiposo na pós-menopausa é o responsável pela conversão periférica do estrogênio e a atuação deste no tecido mamário aumenta a proliferação celular, uma das condições necessárias para o desenvolvimento das neoplasias, ou seja, células do câncer. A busca pela saúde e por uma melhor qualidade de vida deve ser constante, independente da faixa etária.

O estilo de vida saudável, que se constitui no tripé alimentação balanceada, prática regular de atividade física e controle do stress físico-emocional, ao diminuir a ansiedade e depressão, pode contribuir para reduzir o risco de câncer de mama.

Fonte: Bolsa de Mulher

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Em forma com suco de pepino


Repleto de propriedades benéficas para a saúde e fonte de nutrientes importantes, o pepino tem sido um ingrediente cada vez mais comum nos sucos verdes para emagrecer. Não é à toa: a composição do alimento, de fato, ajuda a perder peso.

Isso, porque além do baixíssimo teor calórico, o pepino tem grande quantidade de água na composição é rico em fibras. Por isso, é muito útil para diminuir a retenção de líquidos – ajudando, assim, a desinchar o corpo -, acelerar a eliminação de toxinas, regular o funcionamento do intestino e facilitar a digestão.

A concentração significativa de flúor e sílica no alimento também favorecem o rejuvenescimento da pele e o fortalecimento das unhas e do cabelo. O potássio, também presente na composição do pepino, é benéfico para dar mais flexibilidade aos músculos.

Para preparar o suco basta misturar dois copos (500 ml) de água gelada com três pepinos médios (lavados, descascados e cortados em fatias) no liquidificador. Se quiser adoçar, você pode utilizar duas colheres (sopa) de mel.


Fonte: Bolsa de Mulher

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Alho: tempero saudável que ajuda a emagrecer


O alho é um dos principais temperos da culinária brasileira, sendo utilizado para a preparação de arroz, saladas, cozidos e assados. Além de agregar sabor aos alimentos, a raiz possui uma série de propriedades nutritivas que trazem benefícios para a saúde.

Estudos mostram que as propriedades do alho podem prevenir e tratar doenças, das mais simples às mais complexas. É possível ter a diminuição dos níveis de colesterol no sangue, redução moderada da pressão arterial e inibição da agregação de plaquetas.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Ciência Weizmann, de Israel, mostrou que a alicina é o nutriente capaz de gerar diversos benefícios para a saúde. O componente líquido, que dá o cheiro característico ao alho e é criado ao esmagar a raiz, funciona como um bactericida natural ao combater infecções causadas por bactérias, germes e vírus – como o da gripe.

Os agentes presentes na alicina também combatem o colesterol ruim, aumentando a saúde arterial e diminuindo os riscos de bloqueio das veias.  O alho possui ainda ação antioxidante, que combate os radicais livres prevenindo contra  tumores, infarto e envelhecimento das células. 

De acordo com um estudo publicado pelo Jornal de Nutrição norte-americano, as propriedades do alho podem auxiliar na diminuição da massa corpórea. Isso acontece porque o alho possui características termogênicas, que auxiliam no processo de digestão e na aceleração do metabolismo. Quando isso acontece, aumenta o número de calorias queimadas durante o dia e, consequentemente, diminui-se a gordura corporal. 

As propriedades dos alimentos são conservadas quando consumidas ao natural, então, a melhor maneira de aproveitar os benefícios do alho é ingerindo cru em saladas. Quando há intenção de utilizar como tempero para outros pratos, cozinhar com pouca água é a melhor opção para aproveitar seu valor nutritivo.  


Fonte: Daqui Dali